CHAMADO DIVINO FEITO A TODA HUMANIDADE NAS APARIÇÕES DE JACAREÍ-SP-BRASIL

segunda-feira, 16 de maio de 2016

AS MENSAGENS DA SENHORA ROSA MISTICA EM MONTCHIARI - ITÁLIA A VIDENTE PIERINA GILLI

MONTICHIARI - BRÉSCIA - ITÁLIA

Montichiari é uma cidade de cerca de 20.000 habitantes localizada na província de Brescia, cerca de 10 km a sudoeste do Lago de Garda. Localizada no nordeste da Itália, entre a área mais desenvolvida em termos de negócios, comercial e agrícola. 

Foto: Vista do centro da cidade Montichiari 




PRIMEIRA FASE DAS APARIÇÕES

Início das mais graves tribulações no âmbito da primeira fase das aparições no final de 1944 até o final de 1947. 


Pierina teve a primeira visão de Santa Maria Crucifixa Di Rosa, a Fundadora das Servas da Caridade, exatamente no dia de sua festa, 17/12/1944, após 12 anos de insconsciência na enfermaria do Ronco.
Ela viu entrar uma freira de preto, que tinha um vasinho branco nas mãos, para ungir as suas costas e a testa para curar suas dores.
A Fundadora veio para preparar os primeiros encontros com Nossa Senhora Rosa Mística.

Santa Maria Crucifixa de La Rosa


PRIMEIRA APARIÇÃO 
24/11/1946
NOSSA SENHORA COM 3 ESPADAS CRAVADAS NO PEITO
Na noite entre 23 e 24 de novembro de 1946, no auge do sofrimento, por volta das 3 horas, apareceu novamente a Pierina a Santa Maria Crucifixa di Rosa, que disse-me para chamar a Madre superiora e outras cinco Irmãs para rezar o Santo Rosário para ser curada. Em seguida, apontando com a mão esquerda para um ponto no quarto. 


"Então eu vi uma senhora lindíssima, transparente, vestida de violeta, com um véu branco na cabeça, que descia até seus pés. Tinha os braços abertos e eu vi três espadas cravadas no seu peito na altura do coração." 

A Beata Crucifixa explicou que esta era a Virgem que pedia a Pierina orações, sacrifícios e penitências para reparar os pecados de três categorias de almas consagradas a Deus. 
• Primeira: para as almas religiosas que trairam sua vocação; 
• Segundo: para reparar o pecado mortal dessas almas; 
• Terceiro: para reparar a traição dos sacerdotes que se tornaram indignos de exercer seu ministério sagrado. 
De modo muito especial, pediu-me oração pela santificação dos sacerdotes, dizendo: "Se estes fossem santos, muitas almas se santificariam."

Do Diário de Pierina: "Enquanto a Bem-Aventurada Maria Crucifixa falava, a bela senhora chegou perto e vi duas lágrimas grossas rolarem de seus olhos e ouvi sua voz doce dizer:"oração, sacrifício e penitência." 
Nota-se nesta primeira aparição como a Virgem foi vista por Pierina "tão transparente", como uma visão. 
Nas aparições seguintes a Virgem será vista como Santa Maria Crucifixa, uma pessoa que está viva e presente. 
As três categorias de almas consagradas serão explicadas na segunda aparição na Catedral de Montichiari em 22 de novembro de 1947. 


SEGUNDA APARIÇÃO 
1º de Junho de 1947 
SEGUNDA APARIÇÃO DA VIRGEM COM TRÊS ESPADAS NO PEITO

Pierina passou um mês fazendo penitências e sofrendo perseguições diabólicas e atingiram o cume na primeira semana de junho, com a visão do inferno, onde Pierina define três escalas diferentes para três categorias de religiosos, sacerdotes e almas consagradas, correspondente as três espadas da visão, as três intenções para as quais tem que rezar e sofrer. Mas, depois da visão do inferno, naquela mesma noite de 1º de junho de 1947 as 03:15h Pierina foi visitada pela Madre Fundadora e segunda aparição da Virgem com três espadas cravadas em seu peito.

Pierina tem a visita da Santa Fundadora que a consolou, dizendo: 


"A penitência que tem cumprido estes dias que foi pedida por Nossa Senhora para expiar as ofensas que Deus recebe as almas consagradas que vivem em pecado mortal .... Seus grandes sofrimentos pela visão do inferno tem o objetivo de fazer você conhecer a gravidade do pecado mortal contra Jesus Cristo, pelas almas consagradas e escolhidas pelo seu amor. Os sofrimentos destes dias valerão para arrancar do poder do Demônio algumas Religiosas. Ainda existe uma que necessita de mais orações, sacrifícios e penitências. Você continuará a dormir no chão nas noites entre 5ª e 6ª feiras, até terminar os exercícios espirituais do segundo grupo... 

Diga a Superiora Geral que no instituto das Servas da Caridade a Virgem deve ser honrada, formando entre as religiosas muitas rosas viventes. Ou seja, em cada comunidade devem existir três freiras que são oferecidas como rosas místicas. 
Primeira, Rosa branca, é um espírito de oração para reparar as ofensas que dão ao nosso Senhor pelos religiosos que traem a vocação. 
Segunda: Rosa vermelha, é um espírito de sacrifício para reparar as ofensas contra nosso Senhor pelos religiosos que vivem em pecado mortal.
Terceira: Rosa Amarela-ouro, que é o espírito de sacrifício total para reparar as ofensas contra nosso Senhor, os sacerdotes "Judas" e, em particular para a santificação dos sacerdotes. 
Estas três rosas serão aquelas que irão derrubar as três espadas dos Corações Santíssimos de Jesus e Maria. "
A visão desapareceu, deixando-me muita paz de espírito. " 




TERCEIRA APARIÇÃO 
13 de Julho de 1947 
PRIMEIRA APARIÇÃO DA VIRGEM COM TRÊS ROSAS NO PEITO

As quatro horas da manhã, alertada da vinda de Nossa Senhora pela Santa Di Rosa, Pierina estava orando com as freiras no hospital de Montichiari.
A partir de uma luz muito brilhante se manifesta a Senhora vestida de branco, como se o vestido fosse feito de cetim finíssimo, com reflexos de luz dourada. Um manto também branco, amarrado debaixo do queixo, descia-lhe da cabeça aos pés, deixando entrever sobre a testa fios de cabelos ondulados de cor castanho-claro. As bordas eram levemente bordadas de ouro, e abrindo os braços, mostrando três rosas sobre o peito: 





uma branca, uma vermelha e outra amarelo-dourada.


Mas Pierina perguntou: "Por favor, diga-me por favor, quem é você? 




"Eu sou a Mãe de Jesus e de todos vocês" "Nosso Senhor me envia para estabelecer uma nova devoção mariana em todos os institutos e congregações religiosas, masculinas e femininas, e também entre os sacerdotes seculares." 
"Eu prometo aqueles institutos ou congregações religiosas que me honrarem: que serão protegidos por mim, e terão maior florescimento de vocações e menos vocações traídas (apostasia), menos almas que ofendem a Deus pelo pecado mortale grande santidade de seus membros."


"Desejo que o dia 13 de cada mês seja uma jornada mariana, e que haja preparação com orações especiais durante os 12 dias anteriores." Aqui, ela mudou sua expressão e era triste:

 "Este dia deve ser de reparação das ofensas cometidas contra o nosso Senhor pelas almas consagradas, que com suas falhas fazem penetrar no Meu Coração e no Coração de Meu Divino Filho, três espadas afiadas." 

"Neste dia vai cair sobre os institutos ou congregações religiosas que me honrarem, a abundância da graça e da santidade de vocações. Que esse dia seja santificado com orações especiais, tais como a Santa Missa, a Santa Comunhão, o Rosário e a Hora Santa". 


"Eu desejo que o dia 13 de julho de cada ano seja celebrado em homenagem a "Rosa Mística ", e é necessário que em cada congregação ou instituto haja almas que vivam com um grande espírito de oração, para garantir que nenhuma vocação seja traída" (Aqui parecia que o rosa branca no peito, brilhava com maior intensidade para confirmar seu significado.)

Foto: Rosa Mística no Brasil 

"Desejo também que existam outras pessoas que vivam com generosidade e amor, aceitando os sacrifícios, as provações, as humilhações para reparar as ofensas que recebe Nosso Senhor das almas consagradas que vivem em pecado mortal ". (Aqui, a rosa vermelha no peito da Virgem, parecia brilhar mais, para demonstrar o seu significado.) 



"Também desejo que outras almas sacrifiquem sua vida completamente para reparar as traições que recebe Nosso Senhor dos sacerdotes-judas" (Agora, a rosa amarelo-ouro deu expressão viva de si mesma.) 

"O sacrifício dessas almas conseguirá de meu materno coração a santificação desses ministros de Deus e abundância de graças sobre suas congregações. Eu quero isso, que minha nova devoção seja divulgada a todos os institutos religiosos." 

Aqui, a Virgem estava um pouco silenciosa. Então, com um sorriso de complacência e olhando para a Fundadora, a Beata Irmã Maria Crucifixa disse: 


"Eu escolhi este instituto primeiro, pois a fundadora dele é "Di Rosa ", ela tem incutido em suas filhas o espírito de caridade, assim estas irmãs são como pequenas rosas, símbolo da caridade". 


Aqui foi um sorriso de alegria: "Eis a razão de estar rodeada por uma coroa de rosas."

Ao pedido de um milagre por parte de Pierina para que todos creiam na Virgem que aparecia, respondeu tristemente:
"Eu não vou fazer nenhum milagre externo. O milagre mais evidente acontecerá quando estas almas consagradas que há muito tempo e especialmente no período da guerra foram, perderam seu fervor primitivo, a trair sua vocação com faltas graves, mercendo por isso castigos e perseguições, como ocorre actualmente contra a Igreja, - deixarem de ofender gravemente a Nosso Senhor e voltarem a reviver o espírito original dos santos padres ". 




QUARTA APARIÇÃO 
22 de outubro de 1947: SINAL MILAGROSO 
ROSA MÍSTICA PROTETORA DE TODOS OS INSTITUTOS RELIGIOSOS

Na capela do hospital de Montichiari às 07:00 horas da noite do dia 22 de outubro de 1947 a Superiora, advertida por Pierina, onde a Santa Di Rosa prenunciava um sinal miraculoso, chamou os sacerdotes da paróquia, junto estavam os médicos, os enfermeiras e as freiras com um paciente. Na capela do lado esquerdo havia uma estátua de gesso em um nicho, representando Santa Maria Crucifixa Di Rosa com um crucifixo na mão. Durante a recitação do Rosário, Pierina viu de repente um raio de luz de onde estava a estátua. Em seguida, ela estava na frente da estátua e se ajoelhou. A estátua se tornou com uma aparência de vida e o crucifixo estava palpitando, um pouco maior do que estava nas mãos da estátua. A Santa Fundadora disse: 
"Olha a quantidade de sangue perdida em vão!" E convidou-a a recitar: "Jesus, misericórdia perdoa os nossos pecados." 

Entretanto, do lado esquerdo de Jesus saiu sangue vivo.Pierina então instruída pela Santa, se levantou, tomou um pequeno pano sobre o altar, o purificador que está geralmente perto do tabernáculo, subiu na cadeira para se aproximar do Crucifixo e distendendo o purificardor pegou algumas gotas de sangue. Em seguida, colocou o purificador sobre o altar e vendo que a aparição desapareceu, deixando a imagem usual no nicho atrás do vidro, ajoelhou-se diante do altar recitando o "Miserere", enquanto os presentes, que assistiram os gestos silenciosos, agruparam-se para de ver as manchas de sangue no purificador. Neste momento a Virgem das três rosas apareceu novamente a Pierina: os presentes compreenderam e ficaram esperando. Nossa Senhora disse:
"Pela última vez (subentende-se que a última aparição na casa das Irmãs Servas da Caridade) venho pedir a devoção já recomendada outras vezes." 



Meu Divino Filho quis deixar vestígios de seu sangue precioso para testemunhar como é grande o seu amor pelos homens, que lhe correspondem com ofensas graves. Leve o purificador e mostre-o para os presentes."


Pierina disse aos presentes: Aqui estão as gotas de sangue do Senhor! "


Nossa Senhora continuou:

"Seja coberto por um véu branco e em seguida exposto por 3 dias no mei oda capela, junto a Imagem da Santa Crucifixa, que se tornará milagrosa. O fato deve ser narrado ao Bispo. Eu estou como uma mediadora entre os homens e, em particular pelas almas religiosas e meu Divino Filho, que, cansado das contínuas ofensas recebidas, queria exercer a sua justiça." 

"Desejo calorosamente que o Instituto das Irmãs Servas da Caridade seja o primeiro instituto a honrar-me com o título de Rosa Mística. Como Padroeira de todos os institutos religiosos garanto a minha proteção para um vivo despertar na fé e que as almas escolhidas voltem para o espírito original dos seus fundadores. " 

Depois de uma pausa de silêncio, abriu um pouco os braços e com eles o manto como um sinal de proteção, mostrando as três rosas sobre o peito. Inclinando-se para Pierina disse como uma saudação e lembrança: 
"Vive de amor!"
Então, lentamente desapareceu. 
Em seguida, levada a pequena sacristia, Pierina foi "atacada", como ela mesmo descreve:
"Os sacerdotes Reverendos me encheram de perguntas e também se juntou a isto os médicos que queriam me atender e examinar todo meu corpo." 



QUATRO aparições na CATEDRAL de MONTICHIARI 


Foto: Vista da Igreja Catedral de Montichiari

QUINTA APARIÇÃO
16 de novembro de 1947
A primeira das aparições na Catedral teve lugar em 16 de novembro de 1947, depois da Santa Missa da manhã e foi de caráter estritamente pessoal e visava a preparar as próximas. Era domingo e Pierina após a Santa Missa das 7h e a Santa Comunhão ficara para fazer a ação de graças. De repente, ela viu uma grande luz e aparece a Virgem que assim disse: 


"Nosso Senhor, meu Divino Filho Jesus está cansado de receber grandes ofensas dos homens pelos pecados contra a pureza.. Ele queria mandar um dilúvio de castigos, mas tenho intercedido para ter misericórdia mais uma vez, entretanto peço oração e penitência, em reparação por esses pecados. "
"Como um sinal de penitência e purificação faz com a língua uma cruz em quatro pedras de mármores próximos e, que sejam preservados como uma lembrança da minha visita, num lugar onde " não sejam pisotedos." (No centro da Catedral)
Inclinei-me e com a língua fiz quatro cruzes sobre os pisos. AVirgem, em seguida, chamou-me de lado um pouco para trás e ela desceu no chão no mesmo lugar onde havia traçado as cruzes e me disse: 


"Peço aos sacerdotes que exerçam com caridade a instrução dos homens a não cometer mais pecados contra a pureza. Eu darei minhas graças àqueles que repararem esses pecados. " 
Então eu me senti incentivada e confiante perguntei: "E então nós seremos perdoados?".
Ela respondeu com um leve sorriso: "Sim, se não cometerem mais esses pecados." 







SEXTA APARIÇÃO 22 DE NOVEMBRO DE 1947 Também nesta aparição da Virgem, ela pediu a Pierina para fazer com a língua, como um sinal de penitência e reparação, quatro cruzes sobre os pisos de mármore juntos", foram os mesmos que a Virgem pisou, precisamente sob a cúpula da catedral.

"Desço a este lugar, pois eles terão grandes conversões. Peço que esses pisos sejam cercados, para não serem pisoteados ".

A Santíssima Virgem revelou um segredo sobre o meu futuro, deixou uma mensagem para o Santo Padre e outro segredo. A pedido de Pierina para explicar mais sobre as categorias de almas consagradas, sacerdotais e religiosas e sobre a penitência, a Senhora disse: 
"A primeira categoria é constituída de almas religiosas sejam femininas ou masculinas que traem sua vocação: as últimas, ao contrário, as masculinas, ainda não receberam as ordens sagradas. A terceira categoria, consiste nos sacerdotes consagrados, que traem a nosso Deus, como Judas. " 
"Penitência, ou seja, aceitar diariamente todas as pequenas cruzes, também funcionam como um sinal de penitência." 



Pierina pergunta como reparar os pecados cometidos em Bonate?
"Realizem, como penitência e reparação, romarias durante 3 dias seguidos, da igreja da ponte São Pedro até o local das aparições. Que tudo seja referido ao Bispo de Bergamo."
Em seguida, ela anuncia seu retorno para 08 de dezembro ao meio-dia: quando será a hora da Graça e pediu para ser difundida a notícia de sua vinda e também que o bispo deve ser avisado. 
Então explica o que significa "hora da graça": Advinda de numerosas e grandes conversões. 

"Nestes dias, em preparação para este evento pediu oração e penitência: deve-se rezar todos os dias por três vezes o salmo Miserere de braços abertos". 
"As graças espirituais serão concedidas. E mais, quem levar a este lugar lágrimas do arrependimento, conseguirá do Senhor, Meu Divino Filho Jesus, grande misericórdia".
Aqui, a Virgem olhando para o céu e com uma voz de oração, enfatizando as palavras, disse:
"Almas endurecidas, gélidas como o mármore, serão tocadas pela graça divina e se converterão em fiéis e verdadeiros amantes do Senhor" 



SÉTIMA APARIÇÃO 7 DE DEZEMBRO DE 1947

Estiveram presentes: Luiza Romanin, superiora das Irmãs da Caridade, que prestam o seu trabalho no hospital e o Reverendo Padre Luigi Bonomini, capelão do hospital e confessor de Pierina.

A Virgem afirma que há ligação entre as aparições de Fátima, Bonate (Fica na província de Bérgamo e lá aparece NSra durante a Guerra 1940-1945) e Montichiari. A Virgem de Fátima pede a consagração da humanidade; em Bonate pediu a consagração das famílias, e em Montichiari a fidelidade das almas consagradas a sua vocação; para a devoção ao Seu Coração Imaculado.
Nesta aparição a Virgem é acompanhada por Francisco e Jacinta, confidentes de Fátima e explica a sua presença nestas palavras escritas no diário de Pierina:

"Eles serão seus companheiros em todos os momentos de tribulação. Eles também sofreram, embora menores do que você."
"Amanhã venha ao meio-dia e eu te mostrarei uma pequena parte do Paraíso."
"Amanhã mostrarei meu Imaculado Coração que é tão pouco conhecido pelos homens. "


"Em Fátima propaguei a devoção para a consagração ao meu coração Imaculado." 


"Eu tentei fazer em Bonate penetrar esta devoção na família cristã"


"Mas aqui em Montichiari desejo que a devoção seja para "Rosa Mística", juntamente com a devoção ao Meu Coração Imaculado, seja aprofundada nos institutos religiosos para que as almas religiosas recebam copiosas graças do meu coração materno."
Ao pronunciar estas palavras, a Virgem abriu os braços num gesto de proteção, ergueu os olhos ao céu e exclamou: "Seja louvado o Senhor" e desapareceu.
Com esta aparição será fechado o ciclo das aparições pela santificação das almas religiosas. 



OITAVA APARIÇÃO 
8 DE DEZEMBRO de 1947
Última em Montichiari

Era o dia da festa da Imaculada Conceição. Pierina com outras Irmãs foram a Igreja participar da Missa e da Santa Comunhão. Ao retornar ao hospital, Pierina não teve tempo para ser recolher-se em preparação para o grande evento, porque foi chamada pelo Padre Agostinho Gazzoli, enviado pelo Bispo para disuadir Pierina de ir à Catedral. Outras autoridades se somaram, sacerdotes, professores e toda a manhã a pobre mulher teve de ouvir as acusações e intimidações daquelas pessoas importantes, que temiam uma grande decepção perante a multidão que se reunia ao redor e dentro da igreja, na esperança de alguns eventos extraordinários.

Superadas as dificuldades, Pierina acompanhada pela madre Romanin e sua mãe Rosa vai ao encontro com a Virgem, eram 11:30h. 
Nesta aparição ocorreu a visão do Sagrado Coração de Maria e a instituição da "Hora da Graça" ao meio-dia de 08 de dezembro, a fim de chegar ao Papa o desejo da Virgem que esta devoção fosse estendido a todo mundo .
A reação das pessoas foi positiva. Também ocorreram curas milagrosas. Mas Pierina começou um período turbulento, assim como um barco é levado pelas ondas, em busca de um porto seguro. 
Do diário de Pierina: - Chegando ao local desejado pela Virgem (no centro da catedral) tinha um espaço com poucos metros de largura, comecei a meditação do Rosário, mas apenas na segunda dezena foi movida por um impulso interior, interrompeu o Santo Rosário para recitar o salmo "Miserere", e os presentes acompanharam em voz alta. Terminado o salmo 50, eu retomei o rosário. Só tive tempo de dizer algumas Ave-Marias, quando um clarão vívido apareceu diante dos meus olhos.
Apareceu-me uma grande escadaria toda branca, de uns quinze metros ou talvez mais, e cerca de cinco metros de largura. As laterais foram decoradas por muitas rosas brancas, vermelhas e amarelas, que formavam uma proteção, para fechar as escadas em ambos os lados. No alto da escada em meio a um espesso tapete de rosas, rosas em nichos sempre das mesmas cores, com os pés apoiados no tapete, vestida de branco, com as mãos unidas, muito brilhante estava a bela Senhora " Rosa Mística ".

Nossa Senhora olhou para o Céu, nesta aparição estava sem as 3 rosas no peito, e disse: 
"Eu sou a Imaculada Conceição, eu sou a Mãe da Graça, Mãe do Divino Filho Jesus Cristo."
"Vim a Montichiari para ser chamada de "Rosa Mística". 
"Eu desejo que todos os anos em 08 de dezembro ao meio-dia, a prática da "Hora da Graça Universal", com esta prática se conseguirão muitas graças espirituais e físicas."

Nossa Senhora desceu até a metade da escada e pude ver seus pés descalços, e olhando para todos disse: 
"Nosso Senhor Jesus Cristo concede sua maior misericórdia, desde que as pessoas boas sempre sigam orando por seus irmãos pecadores."
"Seja relatado o mais rapidamente possível ao Santo Padre da Igreja Católica, o Papa Pio XII, que desejo que esta hora da Graça seja conhecida e difundida pelo mundo. Aqueles que não podem ir à sua Igreja, mesmo ficando em suas casas, ao meio-dia, rezando, conseguirão de Mim as graças. " 
"Quero que esses quatro pisos sejam cercados por um portão de ferro e com as ofertas recebidas seja feita uma imagem semelhante (sorri aqui) a "Rosa Mística", com um pedestal de três degraus, e seja levada em procissão pelo povo. Nessas ruas onde eu passar semearei graças espirituais e curas. Então a estátua deve ser colocada sobre as pedras de mármore do chão da Igreja. Quem rezar sobre estes pisos e derramar lágrimas de arrependimento vai encontrar uma escada segura para conseguir de meu maternal coração, proteção e graças"
Lentamente, abriu os braços e com eles inclusive seu manto abriu. Que maravilha! Sobre seu peito, apareceu seu coração, onde apontaram as três rosas: branca, vermelha e amarela. Uma luz tão viva, brilhante e penetrante saiu de seu coração, fiquei deslumbrada e quase cega, a ponto de não ver mais a Virgem. A luz era tão forte quando saiu do seu coração e tão penetrante em mim, que me encheu de grande alegria, que eu não conseguia parar de gritar com entusiasmo: Ah! O Coração Imaculado de Maria!
Nossa Senhora disse: 


"Eis o Coração que ama os homens, enquanto a maioria deles corresponde com ofensas. Quando bons e também os maus estiverem unidos na oração, receberão misericórdia e paz deste Coração. Por enquanto os bons por meio de Mim tem conseguido de Deus a misericórdia que tem evitado um grande flagelo. "

Observando que a radiante visão da Sra. queria desvanecer-se, Pierina implorou fervorosamente: "Oh linda, querida Mãe de Deus ... Dou graças. Abençoa-me. Abençoai a minha cidade, a Itália, meu país, o mundo inteiro, especialmente o Papa, os sacerdotes, religiosos e também os pecadores ". 

Ela respondeu: 



"Eu preparei uma superabundância de graças a todos os filhos que me escutam e levam a sério os meus desejos." 
Com estas palavras terminou a visão. Nesta aparição a Virgem confiou também a Pierina um segredo com a promessa de que voltaria para avisar quando era chegada a hora de levar ao conhecimento dos superiores eclesiásticos.





______________________________________________________ 
MENSAGEM DE JESUS ​​E SANTA DI ROSA Crucifixa: 1948-1953

Dogma da Assunção Alguns fenômenos místicos aumentaram seus sofrimentos físicos, sentindo no corpo a dor da Paixão de Cristo. E esse período é a revelação que Jesus faz na manifestação de 25/10/1948:


"Ele está se referindo ao Santo Padre que minha mãe Maria foi assunta ao céu com seu corpo Imaculado, porque a Mãe da 2ª pessoa da Santíssima Trindade não teria que ficar na Terra, porque ela não vivia em pecado .... Durante a minha crucificação Meu amor foi pelas almas e quando ainda estava na cruz me lembrei de vocês, todos os meus filhos: eu os tenho dado a minha mãe cheia de graça, ou eu dou as minhas graças para ela dar a vocês. Estas duas verdades são igualmente importantes para a manifestação do meu amor. " 



PEDIDO DE JESUS E ORAÇÃO Durante este período muitas intervenções Santa MariaCrucifixa, destinada a conduzir Pierina ao caminho da perfeição.Lembre-se apenas dos votos de "Conformidade à Vontade de Deus", dada pela Santa, em 22 de outubro de 1951, no sentido de nunca se queixar da cruz que o Senhor lhe concedeu; voto executado com a permissão do Confessor em 11 de fevereiro de 1952 na Santa Comunhão. 
Lembramo-nos da oração heróica, de 06 de fevereiro de 1952, brotada do coração de Pierina, sob a inspiração da Santa Di Rosa:
"Jesus, te ofereço de todo o coração e com todas as forças de minha alma, o sacrifício de não ser acreditada por superiores. Ajudai-me a querer ser desprezada pelos homens, para que você possa ser glorificado e amado. Dirige, Ó Jesus misericordioso, o olhar sobre a minha pobre alma, santificai-a e a transformai-a em seu verdadeiro instrumento de vossa vontade. "
Pierina também teve uma visão de Jesus, pedindo-lhe a adoração da noite de quinta-feira a sexta-feira e a Via Crucis diariamente pela conversão dos pecadores; era 27 de fevereiro de 1952, quarta-feira de Cinzas. 



Visita da Beata Da Rosa e reflexão sobre Sacerdotes
Em 31/12/1952, durante uma visita, Santa Di Rosa pronuncia as palavras listadas abaixo, palavras que trazem a reflexão:
Oh! Homens da Terra! ó sacerdotes! Vocês Altezas no altar! ... Para você religioso, que foi confiada a maior das graças de Maria, não a detenha ... não vire as costas, mas sim utilize toda a sua força para que ela possa ter sucesso no mundo. 
Oh, é por ti Sacerdote que a Virgem espera retirar a humanidade do flagelo que a atinge e que luta para encontrar o que perdeu com o pecado. 
Maria é um instrumento de redenção para trazer a paz ao mundo ... a harmonia ... a santidade das almas: Maria da Graça! 
É isto, oh padre, testemunha das nossas palavras, uma testemunha dos grandes projetos depositados nessa criatura ... ...que está em ti a união de todas as forças para dar glória ao Senhor Deus, nosso Pai. Também será a glória para você, oh Pradre, ser coroado pela multidão de almas que cantaram a canção da paz, o hino do Paraíso.


Jesus explica por Sua Mãe está aparecendo em Montichiari 

Jesus em 20 de fevereiro de 1953, manifestou-se a Pierina e disse:


"Você sabe minha filha, porque é desejado que a minha Mãe, em visita a Montichiari, manifeste-se com o título de "Rosa Mística, Maria da Graça? 
Rosa é porque ela representa um corpo (uma mistura harmoniosa de muitas pétalas dá origem a um corpo) e Mística ou seja místico ... corpo místico da Igreja, porque ela é minha mãe. "
Maria da Graça: Eu dei a ela o poder de distribuir todas as graças, pois com seu amor maternal consegue tudo de Mim e com esse objetivo foi mandada a Montichiari, para torná-la conhecida como Corpo Místico e Medianeira da reconciliação dapobre humanidade. " 




___________________________________________________________________________
Aparições 1960-1966

Apesar das dificuldades sofridas por Pierina, a causa da "Rosa Mística" não estava perdida pelo mérito do Monsenhor Francesco Rossi, que de julho de 1949 a 1971 foi pároco e Abade de Montichiari. Foi ele que, seguindo o desejo expresso pela Virgem, em 1947, mandou fazer a estátua de Rosa Mística", trouxe-a em procissão pelas ruas da cidade e colocou-a por algum tempo sobre os quatro ladrilhos no centro da catedral de Montichiari, onde a Virgem colocou os pés em sua aparição de 8 de dezembro de 1947.
A imagem foi esculpida pela conhecida f'abrica de escultura de Ortisei, em Vale Gardena, pelo escultor Caio Perathoner, pai de 8 filhos, homem religioso. 


NONA APARIÇÃO05 de abril de 1960 Depois de 13 anos da última aparição, a Virgem disse particularmente à Pierina:

"Rezai, fazei com que rezem, repara-te... e oferece-me muitos de sacrifícios para que os homens se convertam. "


DÉCIMA E DECIMA-PRIMEIRA APARIÇÕES

06 de dezembro de 1961 e 27 abril de 1965 



A Virgem apareceu em 06 dezembro de 1961 e 27 de abril de 1965, no início e no final dos trabalhos do Concílio Vaticano II, com uma aparência igual em ambos os casos, que Pierina descreve confusamente:
"Eu vi em sua mão direita uma bola de luz vermelha pálido. Uma ponta foi dirigida para o alto e dentro apareciam muitas mãos unidas, enquanto na esquerda tinha outra bola de luz branca e dentro dela parecia uma igreja, em que a torre estava na ponta, e acima apareceu a palavra paz. "
A explicação dada foi a seguinte: que as duas bolas são o símbolo do Concílio Ecumênico que responde a oração ao redor do mundo para a paz e a unidade de todos.



DÉCIMA-SEGUNDA APARIÇÃO 
27 de fevereiro de 1966
Em 27 de fevereiro de 1966 a Virgem apareceu, por volta das 14 h, no quarto de Pierina, que estava com Lúcia e o Pe. Giustino Carpin e anuncia a sua vinda para Fontanelle para Domingo in Albis (Festa de Jesus Misericordioso) em 17 de abril de 1966, para tornar a água da fonte milagrosa. Algumas orientações: o povo deve participar saindo da procissão em Montichiari, devendo estar presente os Pe. Giustino e Ilário que deveriam anunciar uma parte do segredo. a partir deste domingo, os doentes deverão ser levados a esta fonte, esta será a nova missão de ação e de apóstata.



_____________________________________________________ 



APARIÇÕES EM FONTANELLE 
1966


DÉCIMA-TERCEIRA APARIÇÃO 
17 abril de 1966: Domingo in Albis (Festa de Jesus Misericordioso) 



Fontanelle é um subúrbio de Montichiari onde há uma fonte de água, escondido em uma gruta. Existe ali uma escadaria de granito com dez degraus em direção a gruta.
O bispo de Brescia foi informado do anúncio do aparecimento da Virgem, então ordenou a Pierina manter sigilo absoluto sobre o fato. Pierina que desde a infância conhecia muito bem a região dirige-se para Fontanelle somente acompanhada por uma amiga, Lúcia. 
Pierina rezava o rosário caminhando na vereda a uma curta distância da gruta. Cerca de meio-dia, após o toque do Angelus a Virgem lhe apareceu e disse:
"O meu Divino Filho Jesus é todo amor, enviou-me aqui para tornar esta nascente de água milagrosa. Em sinal de penitência e purificação dá um beijo neste degrau, desça mais um degrau e pare, dê mais um beijo e desça." 
A vidente caiu de joelhos e fez como a Virgem lhe dissera, descendo em marcha ré. A Senhora acompanhava do alto, aproximou-se, pisou no degrau da escada e, dali seus pés descalços eram perfeitamente visíveis. Entretanto, disse a Senhora:



Foto: Aspecto da Fonte no momento das aparições



"Pela terceira vez, dá um beijo na escada onde estás e aí seja colocado um crucifixo." Ela apontou com a mão esquerda o ponto exato onde devia ser colocado.
"Que os enfermos e todos os meus filhos peçam perdão a meu Divino Filho, beijem com muito amor a cruz e, em seguida, tirem a água da fonte e bebam." 
A Virgem, então, pediu Pierina: "Com as mãos pegue a lama e lave com a água. Isso é para mostrar que o pecado na alma dos meus filhos é como lama, mas lavado com água da graça, purificam-se e são dignos das graças. "Ela se inclinou, tocou com suas mãos a fonte em dois lugares e continuou : 

"É preciso que todos meus filhos conheçam os desejos de meu Filho Jesus disse em 1947 e, nas mensagens seguintes da Igreja de Montichiari." 

"Eu quero que os doentes e todos os meus filhos venham a esta fonte milagrosa. Sua missão, cara Pierina, está neste lugar entre os doentes e aqueles que precisam de sua ajuda. "

"Diga aos fiéis que, antes de vir aqui, devem primeiro adorar meu Divino Filho no Santíssimo Sacramento do altar e agradecer ao Senhor extremamente bondoso e misericordioso, que tanto amor e graça, tão generosamente tem concedido a Montichiari." 


A Virgem começou a subir e abriu os braços, estendendo o seu manto, que era enorme. Do seu braço direito pendia um rosário branco, cobertos por seu manto, à direita, apareceu a Catedral de Montichiari e o castelo de Maria, também chamado Rocca de Maria, à esquerda, Pierina viu um grandioso complexo de construções, que seriam as futuras obras de caridade entorno de Fontanelle, com um sentido profético. 



A Virgem repetiu: "Eu quero que os doentes e todos os meus filhos venham aqui na fonte da graça".



DÉCIMA-QUARTA APARIÇÃO13 DE MAIO DE 1966


A Virgem escolheu o aniversário das aparições de Fátima (1917) para manifestar-se junto a fonte às 11:40 da manhã. Estavam reunidos no local cerca de 20 pessoas. 


"A notícia da minha vinda para a fonte deve ser conhecida e difundida em toda parte." 
"Como eu posso fazer se não acreditam em mim e me impedem de agir?" Disse Pierina. 
"Esta é a sua missão, como eu pedi." 
"Oh Amada Virgem, sem um milagre seu, provando minhas palavras, os superiores da igreja não me daram fé. Peço-lhe que faça um milagre."
Sem dar nenhuma resposta a este pedido, a senhora sorriu maternalmente e continuou: 

"Meu Divino Filho é todo amor, mas o mundo está indo à ruína. Encontrei novamente a misericórdia e volto a Montichiari para esbanjar a graça do seu amor, para salvar a humanidade é necessário: Oração, Sacrifício e Penitência ".

 Fotos da piscina, onde os enfermos estão imersos em Fontanelle 



"Eu quero que aqui se construa um local de banho confortável, alimentado pela água, para mergulhar o doente." 
E apontando para a esquerda, disse: "A outra parte deve ser reservado para beber." 
 
 Foto: Local onde os peregrinos podem retirar água em Fontanelle


Pierina perguntou: Como você quer que seja chamado a fonte?
Respondeu: "A fonte da graça".


"E o seu nome?" 


"Rosa Mística".
"Eu vim para trazer a união e a paz para as almas dos meus filhos e para todos peço para não jogar lama no amor ao próximo, quebrando-o."
"O significado do manto que se estende?"
"É para mostrar que o meu amor abraça toda a humanidade."
"O que mais você quer que seja feito em Fontanelle?"
"As obras de caridade para com os doentes que aqui vierem".


O Monsenhor Francisco Rossi, pároco de Montichiari de 1949 a 1971, foi quem mandou construir a capelinha e chamou o filho do escultor Perathoner de Ortisei (o mesmo que tinha esculpido a imagem da catedral) para lhe confiar o encargo de uma segunda imagem para colocar em Fontanelle. Mandou construir também um alpendre para os peregrinos e uma cômoda piscina para os banhos.




DÉCIMA-QUINTA APARIÇÃO 9 DE JUNHO DE 1966, FESTA DE “CORPUS CHRISTI” 

Cerca de 100 pessoas se reuniram na Fonte. Cerca de três horas da tarde, veio Pierina e convidou as pessoas a rezar o santo rosário. Ao iniciar o quarto mistério, interrompeu a recitação exclamando: "A querida Mãe Celeste está aqui. Olhem todos para o céu. " 



A Virgem cheia de beleza e majestade estava chegando caminhando sobre um campo de trigo em maturação, que se estendia sobre a gruta. Todos seguiam o olhar de Pierina que indicava o caminhar de Maria e onde seus pés tocavam as espigas. Enquanto isso o trigo se dourava e madurava completamente. 


Os presentes surpresos pela presença do sobrenatural, cujos efeitos foram perceptíveis, mas não a aparição, mantiveram um silêncio profundo. 
Nossa Senhora disse: 


"Hoje, meu Divino Filho Jesus Cristo me enviou de novo." 

"Hoje é a festa do Corpo de Cristo. Festa da união! Festa de amor!"


"Gostaria que este trigo se torne Pão eucarístico ... em muitas Comunhões de reparação." (Indicando o trigo maduro no campo ao lado)


"Desejo que este trigo, transformado em hóstias, chegue a Roma, e dali ...




... e em 13 de outubro para Fátima ".

Foto: lugar onde a Virgem colocou os pés e tocou com as mãos a água da Fonte em Fontanelle


"Desejo que aqui seja feito um altar com uma estátua voltada para a fonte. Em 13 de Outubro, a estátua seja trazida para cá em procissão."


"Mas meu primeiro desejo é que o povo de Montichiari se consagre a meu Imaculado Coração. Peço aos filhos de Montichiari que se façam dignos das graças que o meu Divino Filho Jesus lhes concede, portanto se arrependam de seus pecados e voltem a ser cristãos exemplares, sendo um exemplo para o mundo. " 
"Montichiari é o lugar que o Meu Divino Filho escolheu para me enviar e esbanjar suas graças."


"A ti peço novamente tão generosamente, terás muito que sofrer, mas nada estará perdido. Eu estarei sempre convosco ". 


DÉCIMA-SEXTA E ÚLTIMA APARIÇÃO6 DE AGOSTO DE 1966, FESTA DA TRANSFIGURAÇÃO


Cerca de 200 pessoas se reuniram ao redor da fonte, quando Pierina as três horas da tarde, começou a rezar o Rosário. Ao chegar ao quarto mistério Pierina disse: "Mãe amada de Deus está aqui!" 
Nossa Senhora disse:



"Meu Divino Filho Jesus enviou-me aqui novamente para pedir a União Mundial da Comunhão Reparadora para ser realizada a cada 13 de outubro. "

"Seja difundida em todo o mundo a notícia desta iniciativa santa que tem que começar este ano pela primeira vez e ser repetida a cada ano." 

"Para os sacerdotes e fiéis que praticarem esta devoção garanto a abundância de minhas graças." Pierina queria saber mais sobre o trigo e a Virgem lhe disse:"Envie parte do grão para o meu filho amado, o Papa PauloVI, informando-lhe que é trigo de sua pátria Bresciana, de Montichiari e está abençoado com a minha visita. Tem de comunicar-lhe os desejos do Meu Divino Filho, também em relação a Fátima. " Que deve ser feito com o trigo excedente? " 


"Que se façam pães pequenos ​​a serem distribuídos em um dia marcado aqui na Fonte, como recordação da minha visita e gratidão dos filhos que cultivam a terra."



"Depois que foi assunta ao céu, constantemente sirvo de Mãe e Medianeira entre meu divino Filho Jesus Cristo e toda a humanidade! ... Eu tenho alcançado muitas graças e benefícios nestes séculos, quantos castigos eu poupei e muitas conversas que tive com as almas ... Muitas visitas fiz a terra para levar as mensagens! ". "Mas as pessoas ainda estão ofendendo a Deus! Aqui está a razão do meu desejo da "União Mundial da Santa Comunhão Reparadora, que será um ato de amor e gratidão em nome dos filhos para o Senhor." 


"Eu escolhi Montichiari porque os filhos que trabalham a terra tem ainda a humildade como os pobres de Belém. Este lugar consagrado a oração, tornará-se-á em alfobre de graças". A vidente insistiu por um milagre para confirmar os fatos, mas a Virgem disse: "O povo em si já confirmou." E com essas palavras sumiu no céu. 
Pierina com imensa tristeza, logo percebeu que não iria mais encontrar a Virgem em Fontanelle. Na verdade, a 24 de agosto de 1966 aceitou em obediência a assinar um documento que a proibia de ir a Fontanelle. No entanto, notamos que o desejo da Virgem sobre o envio de trigo para Roma e Fátima, que estava perfeitamente satisfeito, certamente por intervenção do abade Pároco Dom FrancIsco Rossi. Paulo VI abençoou pessoalmente o trigo que foi utilizado para a Sagrada Comunhão, e parte foi levada para Fátima pelo Bispo Dom José Pereira Venâncio. Foram feitas muitas hóstias consagradas para a comunhão reparadora, especialmente em Fátima.


______________________________________________

Outras Aparições depois de 1966 


A OBEDIÊNCIA: 15 de maio de 1969 



Era 15 de maio de 1969, festa da Ascensão. Pierina estava em Montichiari em uma casa no centro, na pendência de uma regulamentação definitiva, na casa que os benfeitoresconstruíram para ela. A autoridade eclesiástica lhe impôs à obediência de nunca ir a Fontanelle! 
As aparições são importantes não só pelas palavras da Virgem, mas também pelas perguntas de Pierina.


Do seu diário: "Voltando da missa como costumava fui ao pequeno altar da Virgem para terminar a oração antes de iniciar as tarefas. De repente, uma luz veio sobre mim e eu entendi que era a luz da Virgem."

Ela sorriu e disse:


"Deus é amor."


Eu disse: "Senhora, eu não a entendo!" Ela sorriu e respondeu:
"Fui enviada pelo Senhor não para dar ordens, mas para expressar seus desejos. Oh! Deseja muito que seja cumprido por seus filhos. "
"Estou sempre em Fontanelle para receber as orações feitas com muito amor por meus filhos devotos e fazer a vontade de Deus para espalhar suas graças com meu Amor Materno". 
Eu disse: "Obrigada." Muito majestosamente continuou:


"Eu me junto a obediência que você fez para o seu reverendo bispo Luigi Morstabilini, para imitar o exemplo que nos deu primeiro meu Divino Filho Jesus Cristo: se humilhou e tornou-se obediente até à morte na cruz. Filha, a obediência é humildade, muitas vezes é sacrifício, mas Deus Nosso Senhor sabe logo dar a alma paz e docilidade, que é o verdadeiro amor d'Ele. "

Eu então disse: "Mas então você também que é a Virgem, teria obedecido meu Bispo? É por isso que você veio aqui?". Ele sorriu e não disse nada.
Eu disse: Será que devo dizer ao meu bispo?

"Sim, diga em meu nome que o Meu Divino Filho Jesus Cristo reservou graças especiais, principalmente para os seus sacerdotes, filhos prediletos. (...) Você vê, minha filha, é hora de chamar ao dever .... , a obediência é paz que vem do Senhor .... O oposto é a discórdia .... a ruína das almas! Filha ora e me dá muito amor para levar ao Senhor!

13 de outubro de 1969


Ao meio-dia exato Pierina contempla Nossa Senhora: "Anuncia a todos que concedo toda a graça em abundância para aqueles que tenham cumprido o meu pedido sobre a Comunhão reparadora. As pessoas que vão honrar-me na fonte que eu abençoei, que atendam meu desejo de rezar o Rosário. Eu mesma irei com os anjos do céu e oferecerei essas orações a Deus. Tantos corações unidos em um só amor também batam em uníssono e aproximem o céu e a terra. Muitíssimas Graças acontecerão ali, tudo vejo e eu abençoo! "


14 fevereiro de 1970

"Pierina: Voltei para pedir oração e penitência. As almas estão em perigo de se perderem e é preciso sacrifício para salvá-las! Olha, Meu amor abraça todo o mundo e em Montichiari o entreguei. Através de você, minha pequena criatura, eu dei o meu amor e constantemente presenteio às almas. Existe algo maior do que isso, dar amor! O amor a Deus e ao próximo é uma oração que vai para o Todo-Poderoso, assim é como nos entregarmos a nós mesmos e isso é tudo! Sofrer por amor! Presenteie em silêncio, e fala pela oração! "




19 de maio de 1970
Medalha Rosa Mística

Maria Santíssima apareceu, como sempre, com seu manto cândido, peito adornado com três rosas: branca, vermelha e amarelo-ouro. De seu braço direito pende um rosário de grandes dimensões que termina em uma bela medalha, em vez da cruz. 


Portanto, tendo os braços abertos, a Virgem mostrou uma medalha redonda dourada sobre as palmas das mãos.

Sobre a da mão direita Pierina viu impressa a figura de Maria, de pé, no topo da escada com as mãos unidas e a cabeça, como sempre, inclinada para baixo e à esquerda, circundada por rosas. Incluindo muitas rosas aos seus pés, espalhadas pelos degraus. Na borda da moeda da mão direita estava escrito em latim: "Rosa Mystica". "Na parte de trás de uma das medalhas Pierina observou uma bonita Igreja de cúpula redonda com três grandes portas. No topo estava a inscrição em latim "Maria, Mater Ecclesiae ", que significa Maria, Mãe da Igreja 
Neste ponto, a Senhora disse:

"Faça cunhar uma medalha segundo este modelo: de um lado "Rosa Mystica" e do outro "Maria Mater Ecclesiae". Eu fui enviada pelo Senhor, que escolheu Montichiari para trazer o dom do Seu amor, o dom da Fonte da Graça e o dom da Medalha do meu amor maternal. Vou intervir na divulgação desta medalha como um símbolo da caridade universal. Meus filhos que me levarem sobre seus corações em todo lugar eu lhes prometo minha proteção maternal cheia de graças. Neste momento que querem destruir a veneração tributada a mim. Esta medalha é um sinal de que meus filhos me tenham sempre consigo. Eu sou a Mãe de Deus e Mãe da Humanidade. Este é o triunfo do amor universal. A bênção do Senhor e minha proteção sempre estará com aqueles que recorrerem a mim.

17 de janeiro de 1971
O ROSÁRIO


"Reza filha, reza e faz rezar! ... Um Rosário bem rezado é a melhor oração meditatória: contém a contemplação dos mistérios da fém... o Pai Nosso, reza do Senhor a oração que une todos os filhos ... e a glorificação da Santíssima Trindade com o Glória. Repete a todos para rezar o Rosário, porque é uma aliança de luz e de fé e uma promessa do poder de intercessão ".

"Muitos dos meus filhos estão mergulhados nas trevas, já não se ama a Deus. A Igreja do Meu Divino Filho Jesus Cristo está em uma terrível batalha. Por isso, estendo o manto do meu amor para toda a humanidade, mas necessita-se de oração amorosa e oração reparadora. Os homens precipitam-se a sua perdição! ... Pobre da Igreja do Meu Divino Filho Jesus Cristo!"Este é o clamor insistente de meu coração: rezar e fazer penitência "!

"Este é o tempo que se deve cercar o Senhor com um círculo de amor e oração, são tantos que o abandonam e o desprezam!São necessárias almas corajosas e fiéis que dêem testemunho ao mundo do sacrifício de Cristo, Meu Divino Filho, e mostrem que seu Coração Santíssimo está cheio de Amor Misericordioso ".
"Eu vim para Montichiari para promover o amor a Deus e ao próximo." "Esta é a mensagem principal da Mãe de Deus".


25 de julho de 1971


A Virgem referindo-se ao Oratório particular da vidente no interior da de sua casa, disse:


"Esse lugar deve se tornar um centro de oração para convidar as pessoas para rezar o Rosário. É uma oração tão agradável ao Senhor. "


05 de agosto de 1972

A Virgem com ar doloroso fala para Pierina: 


"Oh quão triste é ver como os meus filhos se afastam de Deus, seu Pai ... Eu intercedo para dar o meu amor à humanidade e, assim, atrai-la com o doce chamamento da bondade. Eu sou a mãe amorosa com o coração doendo, clama: Filhos meus! Ame o Senhor, e pare de ofendê-lo assim tão cruelmente!"


"Minha filha, não guarde em silêncio a súplica da Mãe do céu.Repita a todos que se necessita oração e sempre oração para que os homens voltem para a fé e o amor de Deus. " 
"Os tempos estão repletos de confusão e terror, mas com a oração e a penitência o meu coração de Mãe alcançará novamente do Senhor o retorno do amor, da luz e da paz no mundo, porque a Divina Misericórdia se enquadra claramente na plano de salvação. "
"Agora é a hora de falar e contrabalançar a acão que destina-se a prejudicar o trabalho de Deus, negando que fui escolhida para ser sua mãe."
"Sim, eu sou a Mãe de Deus e de toda a humanidade. Amai-vos uns aos outros como irmãos e a paz triunfará! ".




11 de março de 1973

Enquanto Pierina rezava o Rosário em seu oratório, aparece a Mãe de Deus e se uni à sua oração, move os lábios quando recita o Pai-Nosso, inclina-se humildemente no Glória e guarda silêncio nas Ave-Maria.



22 de Julho de 1973
ROSA MÍSTICA E CORPO MÍSTICO

As 0930 da manhã, Pierina foi atá a capela e viu Nossa Senhora de pé, junto ao altar, ajoelhou-se em agradecimento, enquanto Ela sorrindo, dizia:

"Agora e sempre... O Senhor enviou-me a fim de trazer o Seu amor à humanidade, juntamente com a misericórdia. Eu convido meus filhos a escutar as pulsações de meu coração. Quero que se cumpram meus pedidos. Fontanelle há de converte-se num farol de luz, oração e de penitência". Pierina perguntou que orações e penitências, Ela respondeu:

"Oração de fé, orações de amor, de louvor, orações para alcançar graças".
"Recitai o Santo Terço".
"Também aqui em Fontanelle, desejo penitência em expiação de todos os pecados dos homens. Animados por estes sentimentos, fazei a pé o caminho que da ponte leva a Fontanelle, sem deixardes de rezar. Começai imediatamente essa devoção; poucos foram os que, até agora, a praticaram". Pierina perguntou porque se manifestara como Rosa Mística. A Santíssima Virgem respondeu:

"Rosa Mística não tem em si nada de novo. De Rosa Mística fui Eu chamada no instante em que o Meu Divino Filho Jesus se fez Homem. Em Rosa Mística simboliza-se o FIAT da redenção e o FIAT da minha colaboração. Eu sou a Imaculada Conceição, a Mãe do Senhor Jesus, a Mãe da Graça, a Mãe do Corpo Mística, a Igreja. Eis porque o Meu Divino Filho convidou-me a vir a Montichiari em 1947 e vim, pousando os pés no centro a Igreja, no meio de tantos filhos meus... e isto para demonstrar que sou a Mãe do Corpo Místico, a Igreja. Isso não passou então de uma advertência, em um convite a oração, dirigido a todos os filhos. Penitência... Expiação... , disse-te Eu naqueles dias, pois, estavam para vir tempos escuros, cheios de ateísmo e esfriamento no amor para com Deus e para com esta Vossa Mãe."


Enquanto Maria falava, seus olhos estavam rasos de lágrimas, depois prosseguiu:

"Mas se derdes ouvidos a este convite, a graça do Senhor e a susa misericórdia infinita hão de ser conforto e consolação de "Rosa Mística". Montichiari virá a ser o ponto de onde se irradiará mística luz sobre a terra inteira." Pierina pediu que a Virgem fizesse prodígios de modo a que a autoridade eclesiástica possa prestar fé a estas aparições. E Ela respondeu:

"Quantos favores já concedi nos tempos atuais! Quantas graças distribui, agora e sempre! Mas o milagre mais evidente será a conversão dos meus filhos a verdadeira Fé, a verdadeira caridade para com o Senhor. Depois hão de vir a reconciliação e a paz para o mundo inteiro."

Erguendo os olhos e as mãos aos céus, Maria Santíssima retomou a palavra:

"Do Senhor invoco bençãos e graças copiosas para todos os filhos que trabalham na difusão do meu Amor, da minha Obra, a fim de que me reconheçam; sobre todos quantos se empenham em realizar corajosamente os meus pedidos, como já manifestei. A todos estes meus filhos prometo meu Amor Materno e a graça do Senhor".
Pierina disse que daquela vez a Senhora deixou nela uma tal alegria, que não pode comparar-se com outra qualquer neste mundo. No meu coração brotou nova coragem para aceitar, com melhor ânimo, todas as humilhações e provas, uma vez que se realizem os desejos da Senhora.



AS MAIS IMPORTANTES APARIÇÕES DOS ÚLTIMOS ANOS




APARIÇÃO DE 15 DE MAIO DE 1974



Pierina estava em oração em sua capela, recitava o terço por piedade dos enfermos, então, numa luz maravilhosa e celestial, apareceu a querida Senhora que disse:

"No coração de Meu Divino Filho Jesus Cristo nada se perde. Também as obras de caridade são uma prece. A verdadeira caridade é também genuíno amor para com Deus. Oh! se os meus filhos quisessem compreender o que é o amor de Deus! Que paz reinaria sobre a terra, se nela houvesse a verdadeira caridade. Em vez disso ofendem o Senhor com pecados graves... Chegou o tempo em que o homem deseja erguer-se acima de Deus, para se tornar pagão e ateu. Isso é o verdadeiro mal a que está sujeita a maioria dos homens com as suas opiniões errôneas, disseminadas pelo mundo inteiro, e por isso, as almas se perdem." Disse isso com tristeza e depois, com alegria afirmou:

"Mas são as almas silenciosas, ocultas, reparadoras, sacrificadas e de oração, que sempre atraem a graça do Senhor. Quantas vezes eu intervim para trazer a mensagem do amor, mas os homens estão surdos à súplica desta sua Mãe." Depois de algumas mensagens particulares, Ela continuou:




"Nesta capela, onde se reza muito e onde vêm tantos dos meus filhos com suas angústias e pensamentos, Eu estou sempre presente, para lhes dar as graças do meu Divino Filho Jesus."
Abençoou, dizendo:
"A minha santa bênção desça sobre ti, sobre esta casa, sobre todos os objetos de devoção... Orai, orai... esforçai-vos e empenhai-vos em que outros rezem muito. Estou sempre ao vosso lado com a minha proteção maternal."


APARIÇÃO DE 29 DE JUNHO DE 1974



Pelas 1000h da manhã, Pierina rezava o terço pela sua benfeitora Maria Maletti, A Senhora disse sobre ela:
"Dentro em breve estará comigo no paraíso." 
"Todos os sacrifícios e sofrimentos, se a reta intenção os santificar, transformam-se em graças superabundantes para o mundo e, para a mesma alma, em superabundante mérito para o céu."
"Estou sempre muito perto de vós com o meu carinho maternal".
Pierina disse que no dia 13 de julho viriam muitos peregrinos a Fontanelle para oração e reparação, pelos sacerdotes, almas consagradas e pelas santas vocações, a Senhora mostrou-lhe um grande quadro com uma multidão e disse:
"Comunica a estes meus filhos que Eu lhes quero muito e que as suas preces e sacrifícios de amor serão recompensados ainda na terra com graças superabundantes, mas especialmente serão repletos de alegria no céu ao verem brilhar em grandiosa maravilha estes seus sacrifícios de amor pelo santa Igreja."
Pierina reviu uma visão de anos atrás (13/01/1951), agora com um coro entoando salmos. Perguntou se eram santos Anjos do Céu, a Santíssima Virgem respondeu:
"É verdade, estes eram os santos Anjos. Feliz o homem que se entrega à proteção de seu anjo da guarda e escuta as suas inspirações, porque ele tem sempre um grande cuidado com a alma que lhe é confiada. Quando por fim a alma vier a alcançar a felicidade eterna com prêmio merecido, ele virá buscá-la, com ele e com os coros dos Anjos pode a alma chegar, em celeste alegria, a Deus Pai Todo-Poderoso."


A Senhora abençoou Pierina e todos os filhos amados que recitam o terço e portam sua medalha e disse:
"Vive de amor."




APARIÇÃO A 8 DE SETEMBRO DE 1974 

As 1300 hs, enquanto recitava o terço na capela, Ela apareceu e disse:

"Eu sou Maria, a Mãe da Igreja. Pela Igreja, pelo Santo Padre, pelos sacerdotes e pelos todos filhos da Igreja suplico oração, oração, oração, a fim de que regresse aos corações o verdadeiro amor a Deus e a verdadeira caridade." Algum tempo depois, Pierina contemplou uma igreja com cinco redondas cúpulas; na do meio ressaltava, em direção ao alto, uma colunazinha donde irradiavam raios de luz. Então Pierina perguntou o que siginifica a Igreja e Ela respondeu:

"O Senhor Jesus Cristo, meu Divino Filho, quer que se construa em Fontenelle uma igreja semelhante... Significado: abarca os cinco continentes".
"Invocai especialmente a proteção do arcanjo São Miguel, para que guarde a Igreja de todas as insídias ameaçadoras e a defenda. De fato, jamais a Igreja se viu em perigo tão grande como o presente. Rogo por ela continuamente. Também deste lugarzinho se difundirá a luz."

Em seguida a Virgem resplandeceu e disse:
"Na verdade, a luz do Senhor há de vir." Depois Maria falou sobre os sacerdotes:

"Já falei ao coração dos filhos diletos e incentivei-os a serem de novo arautos do meu amor, da minha mensagem, da minha caridade."
"Sempre me acho perto deles para os forticar com a Graça do Senhor, mais dize-lhes também que rezem ainda com mais amor, se sacrifiquem e reparem."
"A benção do Senhor desça sobre este Lugar. Valha também para todos quantos desejam me ter no coração."
"Seja louvado, amado e glorificado o Senhor do Céu e de todos os lugares da Terra."




APARIÇÃO DE 23 DE NOVEMBRO DE 1975 

Festa de Cristo-Rei


Pierina estava na capela por volta das 1900hs e apareceu a Santíssima Virgem e e disse:
"Filha vai anunciar a todos os homens o meu amor para com eles. Diz-lhes que o meu Divino Filho Jesus Cristo me concede as graças a distribuir por todos eles, pois que à Sua Mãe ele dá tudo."
"Em verdade, Eu sou a Mãe do Senhor..., a Mãe da Igreja, a Mãe da Humanidade. Pierina, os sacrifícios e orações oferecidas por tantas pessoas ao Senhor, alcançaram enormes graças. o Mundo haveria de sofrer um grande castigo por causa do seu endurecimento no pecado... Mas a Sua grande, infinita misericórdia triunfou uma vez mais. Meus queridos filhos, orai e fazei sacrifícios por todos . Por este meio salvar-se-ão as almas."


Pierina perguntou: "Querida Senhora, quereríeis Vós, por favor, dize-me alguma coisa a respeito das imagens peregrinas que foram levadas a Roma?"
Respondeu a Virgem:
"Rezaram em frente dessas Imagens e Eu fico então particularmente presente na cidade do meu amado filho, o Papa Paulo VI, o Pai da Igreja. Na verdade, onde quer que, mediante essas imagens, me detenho, levo comigo as graças divinas, e o amor deste Coração materno. Comunico luz ao interior dos corações, onde reinam ainda as trevas, para que eles compreendam o amor que eu revelei em Montichiari...
Assim estará unida comigo para sempre. Que graças seria maior que esta: Viver completamente comigo e para mim? Isto não vale só para ti, Pierina, mas, de forma idêntica, para todos os meus filhos que me amam. Sobre todos vós desça a benção do Senhor com a luz da fé, a luz da esperança e da caridade."




APARIÇÃO DE 6 DE JANEIRO DE 1976
FESTA DA EPIFANIA OU APARIÇÃO DO SENHOR


Ao retornar da missa as 0830 hs, Pierina teve a visão da Virgem que disse:
"Olha, nestes tempos de materialismo, que deseja precipitar a humanidade numa ruína espiritual capaz de sufocar o nome do Senhor eo Meu..., eu venho chamar à conversão e apontar o céu, donde trago a mensagem do amor... Oh! Meus filhos! Amo-vos com o mesmo amor de Jesus e esse é um amor incomensurável. Eu quisera salvar-vos a todos... Venho trazer concórdia, afim de reine a paz no Mundo. Como extremosa Mãe, Eu me esforço em toda parte, no desejo de reunir em minha volta os meus filhos, mesmo os que estão muito afastados; com a benignidade e a misercórdia do Senhor, espero a conversão deles. Olhai, esta é a maldição da Mãe Celeste, que, na sua preocupação de levar a todos ao Senhor, é sem limites."
"Amado filho, o Papa Paulo, dirigiu aos fiéis nesse dia palavras de amor, de respeito e de luz, com as quais glorificou e exaltou minha maternidade mística. Na verdade, eu sou Maria, encarnada Rosa Mística, a Mãe da Igreja. Foi esta mensagem que há anos te revelei, minha pobre filha."
"Quando trago aos meus filhos a mensagem do amor, uso o símbolo mais belo entre as flores: a Rosa. Ele está cheio de perfume do amor de Deus. Uma outra graça fez Ele, no mancial de Fontanelle, pois que ele mesmo é uma fonte sempre viva, que inunda com as graças os seus filhos."
"Meus filhos, ame-me, pois orai, orai e suplicai. Jesus nunca me diz que não. A esta sua Mãe jamais nega o que for. Quer dar-se continuamente a humanidade... Que amor poderia suplantar o do Meu Divino Filho Jesus Cristo? Pierina, diz a todos que espero a sua colaboração e continuai para que eu seja mais conhecida e amada."
Pierina peguntou se as imagens peregrinas deveriam continuar?


Retorquiu a Senhora:
"Oh! Sim! Onde quer que eu chego (por meio dessas imagens) levo graças abundantes do Senhor... Ide, propagai cada vez mais a luz e o amor da mensagem que revelei em Montichiari. Isto vale de forma particularíssima, para as almas consagradas a Deus e os primeiros entre os demais, os meus diletos filhos, os sacerdotes. Convidai-os a vir a fonte bendita, para rezarem e agradecerem ao Senhor o seu dom maravilhoso. Diz a todos meus filhos que Eu lhes dou sempre as bençãos e as graças do Senhor."






APARIÇÃO DE 13 DE FEVEREIRO DE 1976


Enquanto Pierina rezava em sua capela, as 0930 hs, apareceu-lhe a Senhora disse-lhe:
"Venho ainda uma vez mais para te dizer continues a propagar minha mensagem de amor. Há séculos desço a tantos lugares da terra. Se após a minha Assunção ao céu não houvesse descido continuamente à terra, para em meu redor congregar os meus filhos, grande parte do mundo, sem a minha intervenção maternal e amorosa, ter-se-ia tornado frio e indiferente para com o Senhor. Os meus filhos carecem desta minha intervenção maternal e amorosa, pois que, na sua debilidade, tão facilmente se desviam do Senhor, nosso Deus e pai onipotente. Olhai, esta é a razão da minha vinda. Cada vez que à terra desço para trazer a mensagem do amor, inumeráveis coros de anjos movimentam o céu e rodeiam-me como numa grande coroa. Por outro lado porém, tantos dos meus filhos, aqui na terra, não me acolhem e ficam surdos ao eu convite a amarem mais o Senhor. Pierina, repete, sem cessar, aos meus filhos, particularmente aos sacerdotes, que me amem. Diz-lhes que anunciem por todo lado, em todas as direções, este convite da Mãe do Senhor. Que eles não deixem perder-se o que, em tantos séculos, já realizei e continuo a realizar para acudir aos meus filhos em tantos perigos... o Senhor deve ser amado, louvado e glorificado com todo o entusiasmo da fé e do amor."
Pierina fala a Virgem que recomendaram-lhe inúmeras intenções e Ela responde:
"Diz a todas essas pessoas, que receberam a minha mensagem de amor com um coração entusiasta, que hão de obter do Senhor graças absolutamente especiais... Que se empenhem com entuasiasmo em dar ao lugar de Fontanelle, abençoado com a minha presença, mais dignidade e devoção... Aqui será sempre um lugar de oração. Tornar-se-à num farol de fé e de amor para os doentes e necessitados".
"Hei de intervir, as nuvens desaparecerão, a magnificência do Senhor, que me enviou a Montichiari triunfará."
"Avante! Confiança e coragem! Sim, os que tiverem coragem serão honrados... Os doentes e necessitados esperam as obras do amor."

Pierina avistou a Senhora abrir seu manto e, como na aparição de 17 de abril de 1966, avistou uma grande igreja e várias construções.

"Vêde, este é o amor de Deus. Desejo que ele penetre o mundo inteiro. Mais uma vez repito: Meus filhos, amai o Senhor e Sua Mãe. Amai-vos uns aos outros com sincero amor fraterno. Ide à santa missa, reuni-vos na Igreja para orar, aproximem-vos fervorasamente dos sacramentos para alcançardes a graça da fidelidade e proporcionar ao mundo o exemplo de cristãos autênticos. Fazei tudo isto, se vos quereis salvar: oração, sacrifício e penitência."




APARIÇÃO DE 20 DE ABRIL DE 1976


Pierina viu uma grande cruz luminosa e perguntou: "Porquê esta cruz?"
Cruz erguida pelo Pe Taddeo Laux e romeiros alemães.

A senhora: "No meio do campo, onde está a capelinha, coloque-se uma grande cruz... Seja ela, para todos os filhos que vierem a orar, a suplicar, um apelo à luz da fé..., da caridade e da esperança..., pois que, deste lugar, unida ao Meu Divino Filho Jesus Cristo, o meu Coração e os meus braços se abrem, continuamente, para comunicar graças... especialmente para salvar os sacerdotes. Vinde, filhos prediletos, que sofreis e trabalhais por este lugar, recebereis a recompensa do meu amor materno. Eis o tempo... e a hora em que desejo espalhar sobre toda a humanidade o meu amor e a misericórdia divina."




APARIÇÃO DE 6 DE JUNHO DE 1976


Festa de Pentecostes. A Santíssima Virgem disse à Vidente:
"Pierina, diz a todos os filhos que venham aqui rezar e repete-lhes o meu convite de Mãe... Filhos, amai o Senhor... orai, orai e fazer sacrifícios para alcançar a salvação eterna..., amai-vos com bons irmãos..., e Eu venho trazer a paz às vossas almas e a concórdia aos vossos corações. O coração infinito do Senhor e meu Divino Filho Jesus Cristo colocou em minhas mãos o poder dos celestiais favores, para os distribuir às almas com a luz do Espírito Santo... Eu sou a Mãe e inclino-me a receber as vossas angústias, as vossas orações e súplicas, para se apresentar ao Senhor, meu Divino Filho Jesus, que em troca de amor, dá a sua mãe o poder de intervir, confiando-lhe as graças para as derrramar sobre a terra... Eu sou Maria, a Medianeira de graças... Pierina faz que todos conheçam este dom real que recebi do Senhor Jesus! Sou Mãe de amore venho para consolar... para salvar... Sobre todos os filhos que me amam baixe particular bênção de graças...".


APARIÇÃO DE 03 DE SETEMBRO DE 1976

"Pierina, nesta hora ao se reunirem filhos devotos... Diz-lhes palavras de coragem, de confiança na oração... pois, só com a oração se alcançam graças... Filhos, orai e não receeis, se agora o inimigo quiser obscurecer a luz do Meu Divino Filho Jesus Cristo. Eu acolho as orações, as súplicas de tantas almas, as quais, depois, se transformam em graças de paz, de concórdia e de luz. E vós, filhos, que vos sacrificais para que se não perca a mensagem do amor, tereis a maior recompensa em favores e graças do meu Divino Filho Jesus Cristo. Vivei sempre deste meu amor."




APARIÇÃO DE 31 DE OUTUBRO DE 1976

"Agora há tanta oração... tanta generosidade de amor... qual fonte que dá sempre e não se esgota..., eis o que desejo dos meus filhos devotos... Amai o Senhor, pois, só desta sua infinita caridade brotam as graças. Meus filhos, construi o amor fraterno... Amai-vos todos como desejais ser amados... Então sim, compreenderia o mundo como é belo saber amar..., é alegria genuína de paz nas almas e nos corações... 
Filhos, venho sempre falar-vos de amor, e vós, filhos devotos da Mãe divina, vivei, falai de amor, espalhai em vosso redor amor generoso de conforto... Só no Senhor achareis a força, a confiança, o auxílio para viver realmente a vida cristã, como realizadores e dispenseiros de amor e de paz... Ó meus filhos, acolhei e transformai o meu ímpeto de amor para com todos os filhos do mundo..., a todos quisera salvar para os trazer à luz do Senhor..., que é luz de caridade plena, de infinita misericórdia... É hora do amor para com Deus e o próximo."

Nenhum comentário:

Postar um comentário